Software ajuda a inserir pequenos negócios no comércio internacional

A falta de capacitação teórica e prática aliada à burocracia das rotinas e procedimentos que envolvem o comércio exterior levaram à criação do software InTrade (download gratuito) e do site InTradeBook.com, que ajudam a inserir micro e pequenas empresas no comércio internacional.

De acordo com a diretora da empresa catarinense In Trade Book, Denise Karst Felix, as ferramentas são totalmente gratuitas. “A intenção é facilitar uma operação de exportação e importação e ajudar pequenos negócios a se tornarem grandes no comércio internacional, visto que dos sete milhões de micros e pequenas empresas, mais de um milhão são empreendimentos industriais e somente 10 mil empresas exportam”, destaca.

O software InTrade foi desenvolvido com 504 alternativas de operação de exportação e outras 504 alternativas de operação de importação, por meio de uma dinâmica de passo a passo, que inicia com a habilitação do usuário para exportar ou importar e encerra após a entrega ou recebimento da mercadoria. Atualmente, existem 4,5 mil usuários individuais do software e 34 faculdades que o utilizam em aulas de comércio exterior.

InTradeBook possui sede em Florianópolis (SC) e tem uma equipe formada por profissionais com mais de 20 anos de experiência em importação, exportação e docência, somando conhecimentos em comércio internacional e tecnologia.

A partir deste ano [2013], a InTradeBook passou a fazer parte do MIDI Tecnológico, incubadora mantida pelo Sebrae em Santa Catarina e gerenciada pela Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia(Acate). Também em 2013 foi selecionada entre as 20 primeiras startups do projeto StartupSC, do Sebrae no estado.

FONTE

Sebrae em Santa Catarina
Telefone: (48) 3221-0840

Anúncios

Empresas brasileiras buscam negócios em feira no Panamá

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) promoverá a participação de 55 empresas e instituições governamentais brasileiras na 30ª edição da Expocomer, uma das maiores feiras multissetoriais da América Central, que será realizada na Cidade do Panamá (Panamá), de 21 a 24 de março.

O pavilhão brasileiro na Expocomer, organizado em parceria pela Apex-Brasil e pela Conceito Brazil (representante da Feira no Brasil), reunirá empresas de casa e construção civil (incluindo sete do segmento de equipamentos de iluminação), prestação de serviços (como logística e tratamento de água), máquinas e equipamentos, alimentos e bebidas (peixe industrializado, por exemplo), artesanato e moda (de semijoias a cosméticos), além de comerciais exportadoras (tradings).

A Apex-Brasil participará da Expocomer pela décima vez consecutiva. “A presença brasileira de forma contínua numa feira como a Expocomer é muito importante porque dá visibilidade aos produtos e serviços brasileiros não apenas no mercado panamenho, mas também em toda a América Central e no Caribe”, diz Mauricio Borges, presidente da Apex-Brasil.

 

Também participam da Feira instituições, entidades setoriais e órgãos públicos brasileiros. A prefeitura de Vila Velha (ES) terá um espaço no pavilhão brasileiro, onde estarão três empresas que atuam no segmento de logística. O governo de Pernambuco participa com 11 empresas do estado. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), o Sindicato da Indústria de Artefatos de Metais Não Ferrosos no Estado de São Paulo (SIAMFESP) e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) também terão ações de promoção comercial na Expocomer.

Em 2011, a Feira gerou US$ 27 milhões em negócios para as empresas brasileiras. O pavilhão brasileiro foi visitado por 8 mil pessoas oriundas de 18 países, não apenas da América Latina, mas também do Canadá, dos Estados Unidos, do Líbano, da Espanha e da França.
Sobre a Feira

A Expocomer é uma exposição comercial internacional de referência na América Latina e no Caribe e, em 2012, comemora 30 anos de existência. Na Feira, expositores internacionais realizam um intenso intercâmbio comercial. No ano passado, por exemplo, o evento teve 20 mil visitantes e 12.636 reuniões de negócios, que geraram transações comerciais estimadas no valor de US$ 150 milhões.

A Expocomer é uma exposição multissetorial. As categorias que mais se destacam no evento são alimentos, têxtil, construção, tecnologia e serviços. A Feira tem como pontos fortes a possibilidade de as empresas exibirem produtos e serviços para compradores locais e regionais, lançarem novos produtos no mercado e avaliarem a concorrência.
A Expocomer também reúne representantes comerciais estabelecidos no Panamá, que podem ser importantes para a empresa que pretende utilizar a Zona Livre de Colón como ponte para a reexportação de seus produtos.

FONTE: EXPORT NEWS