Apoio para que micro e pequenas empresas exportem deve ser ampliado

O Governo do Estado e a FAE Centro Universitário estudam a ampliar o atendimento aos micro e pequenos empresários no projeto Primeira Exportação. O programa assegura consultoria técnica gratuita aos interessados em entrar no mercado externo. A assistência feita por alunos do curso de Negócios Internacionais – em um núcleo na Secretaria de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul – pode agregar o auxílio de acadêmicos de Direito, Marketing, Comunicação e Design.

A ampliação do programa foi discutida em reunião entre o reitor da FAE, frei Nelson José Hillesheim, e o diretor-geral da Secretaria de Indústria e Comércio, Horácio Monteschio, nesta terça-feira (17).

Segundo Monteschio, a realidade no dia a dia das empresas mostra que os empreendedores necessitam de um suporte um pouco maior para ter sucesso no mercado externo. “Há muitas demandas e acredito que a parceria com a FAE, que já vem sendo muito boa, pode ser estendida com ótimos reflexos para a economia do Paraná”, afirmou.

Monteschio e a coordenadora de Assuntos Internacionais, Aline Albano, entregaram ao frei Nelson o balanço da primeira fase do Primeira Exportação, quando foram atendidas 10 empresas de Curitiba e Região Metropolitana. “Estamos iniciando o segundo ciclo e devemos atender 25 empresas”, acrescentou o diretor-geral.

O Frei Nelson elogiou o projeto e a parceria e sugeriu um amplo diagnóstico das necessidades das empresas para ampliar a assistência às micro e pequenas empresas. “É uma ação que faz a diferença na vida dos empresários e assegura o crescimento pessoal e profissional aos alunos. Eles levam a teoria da sala de aula para as empresas e trazem essa experiência profissional para a sala de aula”, disse.

Também participaram da reunião o pró-reitor acadêmico da FAE, professor André Luiz Resende, o coordenador do curso de Negócios Internacionais, Joaquim Brasileiro, a professora da pró-reitoria acadêmica, Adriana Pellizari, e o técnico da secretaria Homero Pereira.

PRIMEIRA EXPORTAÇÃO – Para dar o suporte às empresas, a Secretaria de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercoaul criou um núcleo de consulta técnica, em parceria com a FAE Centro Universitário. Alunos da instituição elaboram o diagnóstico da empresa e verificam seu potencial exportador.

O levantamento passa pelo diagnóstico, pesquisa de mercado, adequação do produto, prospecção comercial e operacionalização da exportação. Na primeira etapa do projeto foram atendidas 10 empresas de Curitiba e região. O segundo ciclo vai beneficiar mais 25 empresas. O trabalho dura em torno de 18 meses e é coordenado pelo professor Joaquim Brasileiro, especialista em Comércio Exterior.

“Temos que criar a cultura exportadora nos micro e pequenos empresários paranaenses. O programa Primeira Exportação utiliza estratégias, programas e sistemas para inserir essas empresas no cenário internacional”, afirma Brasileiro.

O professor cita que, além das vantagens financeiras, o empresário que exporta quebra a dependência do mercado nacional. “As vantagens são inúmeras e nós vamos levar até eles as ferramentas para que isso ocorra”, conclui.

fonte: Agência de noticias do parana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s