Santos Export discute acessos e problemas logísticos no Porto

Estudos e propostas são apresentados por especialistas.
Evento também terá a opinião de prefeitos e empresários do setor.

Mariane RossiDo G1 Santos

O segundo dia do Fórum Internacional para Expansão do Porto de Santos acontece nesta terça-feira (27) em Santos, no litoral de São Paulo. Autoridades empresários e especialistas do setor portuário discutem dversas questões relacionadas ao desenvolvimento do cais santista.

O primeiro dia do fórum teve a participação do Ministro-Chefe da Secretaria dos Portos, Leônidas Cristino e de Cristiana Lobo, jornalista e apresentadora da Globo News. Já o segundo e último dia de evento discutirá, na parte da manhã, os acessos no futuro do Porto de Santos.

Os especialistas Rui Botter, coordenador do Centro de Inovação em Logística e Infraestrutura Portuária da USP, e Paulo Tarso Vilela de Resende, Doutor em Planejamento de Transporte e Logística pela University of Illinois at Urbana Champaig, apresentarão soluções para o problema.

Ainda na parte da manhã, serão apresentados os problemas logisticos do Porto de Santos e soluções a curto, médio e longo prazo. O debate terá a participação do Prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, a prefeita de Cubatão, Marcia Rosa, a Prefeita de Guarujá, Maria Antonieta, e o presidente da Codesp, Renato Barco.

Na parte da tarde, haverá a apresentação do gerente comercial da DP World, Otto Bottger, que fará uma palestra a respeito do porto de Jebel Ali, em Dubai. Em seguida, Claudio Frischtak, consultor do Conselho Empresarial Brasil-China, fará reflexões sobre o novo modelo de gestão portuária no Brasil.

Ainda durante a tarde, haverá uma mesa-redonda sobre o setor portuário, a partir da lei 12.815 com a presença de Pedro Brito Nacimento, Diretor Geral da Antaq, Benjamim Caldas, da Gallotti Advocacia, e o presidente do Centronace, Claudio Loureiro. Também haverá a participação de Igor Tamasauskas, advogado e Subchefe Adjunto para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República. A 11ª edição do Santos Export-Fórum Internacional para Expansão do Porto de Santos termina por volta das 18h.

Anúncios

MDIC: produtos básicos têm destaque nas exportações

A média diária das exportações até a quarta semana de agosto, de US$ 978,5 milhões, ficou 0,6% acima da do mesmo mês de 2012, quando foi de US$ 973,1 milhões. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). De acordo com o MDIC, esse resultado é explicado pelo aumento das exportações de produtos básicos, principalmente soja em grão, minério de cobre, arroz em grão, carne de frango, bovina e suína e farelo de soja.

 

As vendas de manufaturados, ao contrário, caíram, em razão de aviões, óleos combustíveis, bombas e compressores, motores e geradores, autopeças, remédios, polímeros plásticos e pneumáticos. Os semimanufaturados também registraram queda, em função de ferro fundido, borracha sintética/artificial, ferro-ligas, óleo de soja em bruto, ouro em forma semimanufaturada e alumínio em bruto. Na comparação com julho, a média diária das exportações cresceu 8,2%, de US$ 904,7 milhões para US$ 978,5 milhões, por causa do crescimento de produtos semimanufaturados e básicos. Os manufaturados, por outro lado, caíram.

 

Importações

 

A média diária das importações até a quarta semana de agosto, de US$ 911,5 milhões, ficou 9,4% acima da média de agosto do ano passado, quando registrou US$ 833 milhões. Na comparação com julho deste ano, o resultado ficou 7,7% abaixo. Na comparação com agosto de 2012, o MDIC afirmou que aumentaram, principalmente, os gastos com combustíveis e lubrificantes, instrumentos de ótica e precisão, farmacêuticos, borracha e obras e equipamentos mecânicos. Em relação a julho deste ano, a queda na média diária se deve essencialmente a combustíveis e lubrificantes, cereais e produtos de moagem, aparelhos eletroeletrônicos e siderúrgicos.

marca A TARDE