Porto no MA terá capacidade para 15 mi de toneladas ao ano em 2020

Um novo terminal de exportação de grãos em São Luís, no Maranhão, elevará a capacidade do porto de Itaqui para 15 milhões de toneladas por ano em 2020. Hoje, são 2,5 milhões.

A pedra fundamental da ampliação será lançada em uma cerimônia no local na quarta-feira, informou a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) ontem, terça-feira (6).

O objetivo das autoridades é de que Itaqui seja, nos próximos anos, um dos portos brasileiros com maior capacidade instalada para armazenagem e exportação de soja, milho e farelo, criando uma alternativa de logística para produtores do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) “vai criar nova logística e gerar economia para produtores de grãos do Arco Norte do país”, disse a Emap, em nota.

“Quando o Tegram estiver operando em sua capacidade plena, cerca de 11,5 por cento da produção de grãos do país vai passar pelo Itaqui”, estima a empresa.

O projeto está sendo instalado ao lado dos gigantescos terminais de minério de ferro da Vale.

A operação de navios deverá se beneficiar de um dos calados mais profundos do país, facilitando o acesso de navios de grande porte e pesados.

O porto está conectado à malha ferroviária da Vale e deverá ajudar o escoamento de grãos de novas fronteiras agrícolas como Maranhão, Piauí e Tocantins (Mapito), através da ferrovia Norte-Sul, que cruza estas regiões e está em expansão.

Atualmente, boa parte da produção de grãos do Centro-Oeste brasileiro é escoada para os portos de Santos e Paranaguá, primordialmente em caminhões.

A viagem é longa e cara, como mostrou uma reportagem especial da Reuters nesta semana.

Fonte: REUTERS

Portos paranaenses apresentam projetos em evento da Secretaria de Portos

Entre os próximos dias 21 e 23, os portos paranaenses serão representados pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) no VII Seminário SEP de Logística e IV Feira de Tendências de Logística do Norte e Nordeste, promovidos pela Secretaria de Portos (SEP) da Presidência da República. Os eventos são considerados estratégicos neste momento em que o Estado tem focado na modernização dos terminais portuários.
Participam do evento, o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino, e o diretor empresarial Lourenço Fregonese. Na ocasião, entre as informações que a Appa tem para compartilhar, eles apresentam o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto Organizado de Paranaguá e Antonina, aprovados recentemente; o plano de modernização do Corredor de Exportação e demais projetos de melhorias; e já devem apresentar o Plano de Arrendamento que está sendo finalizado.

 

“Além de uma oportunidade para troca de experiência com os outros portos do país e do mundo, é um momento de ampliar os contatos e novos negócios. A participação da Appa no seminário e na feira é fundamental, uma vez que recebemos como missão, do governador Beto Richa, correr atrás do tempo perdido e recuperar as sólidas parcerias”, afirma o diretor empresarial da Appa, Lourenço Fregonese.
Organizado pela Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP), o seminário será realizado em Fortaleza, onde os representantes de todos os portos delegados e Companhia de Docas do Brasil e outros países se reúnem aos demais agentes do setor – como autoridades marítimas, empresas de transportes (marítimo, ferroviário e rodoviário), de logística e comércio exterior, empreiteiros, operadores, seguradoras, entre outros.
Programação – Segundo a SEP, o Nordeste foi a região escolhida para sediar os eventos pela localização privilegiada em relação aos mercados europeu e norte-americano e pelo potencial que os portos da região representam para o desenvolvimento do País.
Ainda de acordo com a Secretaria, com o tema integraçãodos modais, o evento terá palestras, apresentações, debates e uma feira com estandes de alguns dos maiores representantes do setor. A Appa estará representada na feira, com um estande para promover os portos paranaenses. O evento será aberto pelo Ministro dos Portos, Leônidas Cristino, que também participa de outras atividades da programação. Além do ministro da SEP, outros representantes do Governo Federal participam do seminário.
O VII Seminário SEP de Logística e IV Feira de Tendências de Logística do Norte e Nordeste serão realizados em uma área de exposição de 2,5 mil metros quadrados, no Hotel Gran Marquise, em Fortaleza. Outras informações sobre o seminário podem ser verificadas pelo site http://www.seminariosep.com.br.

Fonte: APPA