Governo diz que irá melhorar identificação de mercadorias que entram e saem do país

A Camex (Câmara de Comércio Exterior) decidiu criar um grupo de trabalho para identificar melhor as mercadorias que entram e saem do país, afirma resolução publicada nesta quarta-feira (8) no Diário Oficial da União.

 

Atualmente, as mercadorias são classificadas a partir de até oito dígitos –número que pode ser ampliado para até 12 para permitir um detalhamento melhor dos produtos exportados e importados.

 

Parte delas, porém, são classificadas como “outros”, impedindo uma identificação precisa do tipo deproduto comercializado. Um levantamento da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) e do Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio) mostra que 33% do valor de tudo o que foi importado no ano passado estava nessa classificação, considerada muito genérica.

 

“Atualmente, vários países mantêm códigos com mais de oito dígitos para as suas classificações de comércio exterior, como, por exemplo, Argentina (11 dígitos), Taiwan (11 dígitos), Tailândia (11 dígitos), União Europeia (dez dígitos), China (dez dígitos) Austrália (dez dígitos), Canadá (dez dígitos), Indonésia (dez dígitos), Japão (nove dígitos) e Malásia (nove dígitos)”, diz nota do Mdic.

 

A nova proposta, feita pelo grupo criado, será entregue até o início de dezembro.

Jornal Floripa Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s