Brasil e EUA discutem ampliação de negócios

As alternativas de aumento dos negócios bilaterais diante da queda da demanda na União Europeia, com a crise econômica internacional, são um dos temas que reunirão empresários brasileiros e americanos nesta segunda-feira (9/04), em Washington, paralelamente à visita oficial da presidenta Dilma Rousseff aos Estados Unidos. A cooperação em energia, inovação, tecnologia e educação também será discutida no encontro “Brasil-EUA: parceria para o século 21″.

Promovido pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), US Chambers of Commerce e pela Câmara Americana de Comércio (Amcham), o encontro, que será encerrado por Dilma na sede da US Chambers of Commerce, terá a participação da secretaria de Estado Hillary Clinton. Participarão também os ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel; da Educação, Aloizio Mercadante, e da Casa Civil, Gleisi Hoffman, e o presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Luciano Coutinho.

Entre os empresários, estarão presentes dirigentes de algumas das maiores empresas brasileiras, como Josué Gomes da Silva, presidente da Coteminas; Frederico Curado, CEO da Embraer; Maria das Graças Foster, da Petrobras, e Fernando Musa, da Braskem America. A delegação empresarial brasileira está sendo organizada pela CNI e pela Amcham.

Painéis
A abertura do evento será feita pelo presidente da US Chambers of Commerce, Thomas Donahue, pela secretária Hillary Clinton, pelo presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, e pelo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota. Em seguida, o presidente do Brazilian Industries Coalition (BIC), Welber Barral, fará a moderação do painel de parceria em comércio e investimentos, que terá a participação de Luciano Coutinho, do BNDES, Fernando Musa, da Braskem, e de Francisco Sánchez, sub-secretário de Comércio Internacional dos Estados Unidos.

O painel sobre energia terá a participação de Daniel Yergin, vice-presidente executivo da IHS Cambridge Energy Research Associates, de Maria das Graças Foster, da Petrobras; de Daniel Poneman, secretário-adjunto de Energia dos Estados Unidos, e de Benjamin Steinbruch, da CSN.

Frederico Curado, da Embraer e presidente da seção brasileira do Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos (CEBEU), será o moderador do painel prioridades do setor privado e academia para 2012. Ele terá a companhia de Jane Harman, CEO do Woodrow Wilson Center, e de Gregory Page, CEO da Cargill e presidente da seção americana do CEBEU.

Um dos acordos firmados durante a visita do presidente Barack Obama ao Brasil, em março do ano passado, estabelecia a criação do Acordo de Comércio e Cooperação Econômica (TECA), comissão para discutir as dificuldades do comércio bilateral. Um outro acordo instituiu uma linha de crédito de US$ 1 bilhão do Eximbank americano destinada a obras de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 e para projetos de exploração do petróleo do pré-sal brasileiro.

 Portogente
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s